domingo, 28 de fevereiro de 2016

Fátuo


Desperdício de gotas de choro lunar, caindo orvalhada sob as folhas selvagens
Sob a luz tremeluzente do frio do norte, vejo os passos da morte...

Meu caminho me leva ao frio
Ouvindo o zunido do vento contra meu peito vazio
Os passos que esmagam o chão molhado
As lágrimas de alguém desesperado

Procura constante pelo calor e a luz
As palavras que minha mente traduz
Enquanto procuro pelo seu toque quente
Os fantasmas gritam em minha mente

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Flashback: Melhores músicas dos anos 80

O que é bom merece, sempre, ser lembrado e, para a sorte da humanidade, a arte é um patrimônio quase imortal. Há muito o que aprender e muito do que usufruir dos movimentos artísticos e culturais que vieram antes de nós - até mesmo com a nossa própria história. 
Eu sou filha dos anos 90, nasci na metade da década e nem, sequer, vi Ayrton Senna correr. Mas não hesito em apreciar a cultura da década e das anteriores (quando eu não estava nem nos planos dos meus pais). E, graças à quantidade de horas que passei ouvindo rádio na infância, tive a oportunidade de conhecer a produção musical das gerações anteriores à minha desde criança. Sendo assim, fiz - com muito amor e carinho - uma lista das minhas músicas preferidas dos famosos anos 80.
So, let's have some fun?

E aí? Gostou das músicas? Quais são as suas favoritas?

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Da série: tenho aprendido com as crianças



Uma semana ruim. Um mês sofrido. Um clima desagradável e um cansaço sobrenatural. Mesmo assim, me coloquei de joelhos para ouvir o que aquela pessoinha tinha a me dizer com tanta urgência. Ela me chamou com carinho e, enquanto olhava para aqueles olhos castanhos imensos e urgentes de seis anos de idade, ouvi: "Teacher, você pode me dar outro desenho, por favor?" Apesar de saber que dispúnhamos de várias outras cópias do desenho, fiquei intrigada em saber a razão da troca já que o desenho parecia muito bem colorido na mãozinha pequena e gordinha dela. Perguntei. Ela me olhou decidida "Teacher, eu não errei nada mas esse não ficou legal. Eu posso fazer melhor, sabe? Eu estava com preguiça, mas decidi fazer o melhor que eu posso. Se não, eu não faço direito e depois vou jogar fora." Entreguei o desenho a ela. Permaneci de joelhos por mais alguns segundos mas, agora, quase em reverência.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Saiba que você é inafundável, mesmo quando parece que está se afogando

 Texto e imagem por: Bianca Martinez



É difícil. Eu entendo. 
Você, provavelmente, está lendo isso porque está perdido sobre o que está fazendo ou porque você está lidando com algo que sente que ninguém nunca vai entender. Você já esgotou as soluções, você já tentou tudo o que há para tentar para, sempre, cair no abismo do insucesso.
Eu sei que é difícil quando você se encontra de cara com uma situação que parece que não vai melhorar. Eu sei, eu sei, acredite em mim, eu sei. Se você está lutando com assuntos acadêmicos, trabalho, amigos ou com seu relacionamento com alguém de muita importância (ou a falta dele), eu espero que você saiba que você não está só. Deixe-me lembrá-lo que existem milhares de pessoas que também estão lutando e estão dando o máximo de si em batalhas árduas.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Algumas relações merecem que lutemos por elas, outras não.

Por: Beau Taplin



O fato é que relacionamentos são complicados e a decisão de permanecer ou desistir é uma das respostas mais difíceis que a vida nos pede. Algo muito importante de ser entendido é que existem muitos tipos diferentes de amor e nem todos eles contribuem para uma relação e/ou vida saudável e balanceada. Apesar, então, de tudo o que já nos foi dito, existem alguns amores que não merecem que lutemos por eles.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Saber amar...


" De repente tudo se encaixou, e eu entendi que a peça que faltava era você..."



A vida é feita de escolhas
As vezes más, as vezes boas
Quando eu vi você
Isso fez meu coração enfim bater


Então, eu escolhi você
Escolhi te amar
Eu escolhi te respeitar
Eu escolhi com você um dia me casar


Você é uma escolha,
Da qual não me arrependo
Me fez ter tanto sentimento 
Acontecendo o que acontecer
Eu escolhi estar com você


Nos bons e maus momentos,
Eu escolhi ficar
E quando meu mundo cai
E para sempre te amar
Nada mais importa
E eu penso em você


Eu escolhi amar você!

Gabriel Oliveira

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Cheios dos outros, vazios de nós

foto por: Ane Karoline

Existe um buraco dentro de mim. Estive tentando evitá-lo. Tive um medo doido de cair nesse buraco, imagina só: cair em si! Deus é que me livre. Sendo assim, desviei-me dele, contornei-o e tentei ignorá-lo. Me tornei, então, refém de mim. Fui refém de minha ansiedade e das minhas inverdades. Me vi presa em dilemas e problemas criados para dissimular e ocultar-me. Escondi-me através do silêncio adiando o encontro comigo. Encobri-me com companhias fúteis para evitar a minha. Mascarei o medo da solidão permitindo que o espaço, reservado para mim fosse ocupado por outros. Enchi-me dos outros por estar vazia de mim.